3.5.14

PESSOAS COISAS PEDRAS

Poema de Caiotta
Ilustração de Ana Rocha


era um tempo em que
pessoas eram pessoas
coisas eram coisas
e pedras eram tão pedras quanto na idade da pedra
pessoas entendiam que coisas eram coisas
coisas nada entendiam
pois eram apenas coisas
e pedras permaneciam pedras
pessoas faziam pessoas
coisas nada faziam
pois eram apenas coisas
e pedras faziam-se de pedras
certo dia
pessoas cansaram-se de pessoas
coisas de nada cansaram-se
pois eram apenas coisas
e pedras descansavam-se em pedras
pessoas deram nome e valor às coisas
coisas se acharam pessoas
e pedras ainda se achava em alguns lugares
pessoas se coisificaram
coisas se personificaram
e pedras se esconderam
no peito das pessoas

 



















 Do Livro Camarão Que Dorme, Polvilho Edições, 2012.

---

Um comentário:

Renata Melo disse...

Gostei... ^^