18.8.06

Portas

São portas demais
Onde deveriam haver
Espaços abertos;

O monstro desossado
De um desafio sem sentido -
Girar mais maçanetas
Para chegar a lugar algum,
A nadificação dos seus esforços:
Abrir portas para obter corredores,
Cada vez mais infinitos,
Nunca o rutilante vão
Do espaço aberto da redenção.

(Isaac Frederico - 18 de junho de 2006)

Um comentário:

vinicius disse...

fora o temor de que não haja realmente um fim de túnel, algumas portas, nos dias certos, abrem para o mar.

Um mergulho e você já fatura uma ração apaziguadora de redenção.